logo ceped

Notícias

21/12/2017

Eventos climáticos que mudaram o mundo em 2017

A FORÇA DA NATUREZA

natureza

O clima extremo muitas vezes tem o poder de mudar o nosso planeta, como mostram as fotos dessa galeria das maiores mudanças causadas por fenômenos climáticos em 2017


A QUEDA DA JANELA AZUL, MALTA


malta

A Janela Azul, um arco natural calcário de 28 metros de altura, entrou em colapso em março, depois de uma tempestade que atingiu a costa de Malta. Este arco, que apareceu na série Game of Thrones, sofria de erosão. No entanto, os especialistas não previam que a formação cairia tão cedo.

 

 

O RECUO DAS GELEIRAS EM WHISTLER, CANADÁ


canada

As geleiras em Whistler estão derretendo rapidamente devido ao aquecimento global. A geleira de Horstman é uma das duas propícias para práticas de esportes de inverno e serve como uma área de treinamento. No entanto, neste ano o acesso foi fechado devido à falta de neve, tornando impossível configurar o campo de treino.

 

 

DESLIZAMENTO DE TERRA EM OREGON, EUA


oregon

Em maio, entre 500 e 600 metros cúbicos de rocha e detritos caíram como resultado de um deslizamento na histórica Highway Rowena, em Oregon, cobrindo 45 metros da estrada.

 

BRANQUEAMENTO DE CORAIS EM NO RECIFE DE BARRIGO, AUSTRÁLIA


australia

No início de 2017, a Grande Barreira de Corais da Austrália passou pelo verão mais quente já registrado. As temperaturas máximas da água significam que um dos santuários marinhos mais vitais do mundo passa por branqueamento e sofre com doenças, o que resulta na perda de cor natural dos recifes.

 

 

O COLAPSO DE UM PEDAÇO DO KAMOKUNA, HAVAÍ


havai

No início do ano, um pedaço de oito hectares do famoso delta de Kamokuna, local onde a lava de um vulcão se encontra com o mar, caiu no oceano, provocando enormes ondas e chuvas de rocha vulcânica. À medida que a lava do vulcão entra no mar, ela produz uma pluma altamente corrosiva de ácido clorídrico.

 

O COLAPSO DE UM PEDAÇO DO KAMOKUNA, HAVAÍ


havaidois

Após o colapso, o delta reformou-se em um tamanho de dez hectares até novembro. O delta é alimentado pelo vulcão Kilauea, que continua em erupção.

 

A ÚLTIMA GELEIRA DA VENEZUELA CONTINUA E REGREDIR


venezuela

A Venezuela é um país tropical, no entanto, as cadeias de montanhas do noroeste ostentam geleiras e pistas de esqui. Em 1991, cinco geleiras ocupavam a região, mas agora apenas uma permanece em 2017. Com seu tamanho reduzido ao de dez campos de futebol, a Venezuela poderia ser o primeiro país a perder todas as suas geleiras.


O REAPARECIMENTO DA PRAIA DE DOOAGH EM ACHILL, IRLANDA


irlanda

Uma praia irlandesa que desapareceu em 1984 devido à alta maré voltou a existir em abril deste ano. Isto ocorreu devido a uma série de fortes tempestades, que depositaram areia na costa.

 

A MUDANÇA DE CURSO DO RIO SLIMS, CANADÁ


canadadois

A retração da geleira de Kaskawulsh no Canadá, cujas águas caíam no rio Slims, fizeram com que seu curso fosse alterado e que se juntasse ao rio Kaskawulsh. Este foi o primeiro caso do que se conhece como "river piracy" nos tempos modernos

 

A PLATAFORMA DE GELO LARSEN SE QUEBROU NA ANTÁRTICA


antartica

Em julho, um iceberg com o dobro do tamanho do Luxemburgo rompeu a plataforma de gelo Larsen, mudando a paisagem para sempre. A enorme peça agora está agora à deriva no Mar de Weddell, embora os especialistas digam que ela não causará qualquer aumento do nível do mar, já que sua massa já estava flutuando.


UMA NOVA POLYNYA NA ANTÁRTICA


antarticadois

Pelo segundo ano consecutivo, os cientistas descobriram um enorme buraco no gelo marinho da Antártica, também conhecido como polynya, que abrange uma área maior do que a Paraíba. Estas áreas de águas abertas podem ser causadas por temperaturas altas no mar. As polynyas podem ser vitais para a vida selvagem, pois elas oferecem acesso ao oceano

 

ÁRVORE MILENAR COM TÚNEL CAI POR CAUSA DE TEMPESTADE NA CALIFÓRNIA


california

Uma gigantesca árvore de sequóia milenar com um túnel escavado, conhecida como Árvore Wawona, foi derrubada por fortes tempestades e inundações na Califórnia em 8 de janeiro.


QUEDA DE PEDRAS NO PARQUE NACIONAL DE YOSEMITE, CALIFÓRNIA


californiadois

Mais de mil toneladas de rocha caíram do monólito El Capitan em setembro, a partir de uma altura de 200 metros.


AVALANCHE EM ABRUZOS, ITÁLIA


italia

Na foto, o rastro de destruição da avalanche que atingiu Abruzos em janeiro. Especialistas acreditam que o fenômeno pode ter sido provocado por quatro terremotos nas proximidades um dia antes, o que fez com que a neve se deslocasse.

 

Fonte: https://www.msn.com/pt-br/noticias/yearinreview/eventos-clim%C3%A1ticos-que-mudaram-o-mundo-em-2017/ss-BBGYr9V?li=AAggXC1&ocid=mailsignout#image=15

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.